NOTÍCIAS

Judeu de 101 anos aceita a Jesus como salvador

11/11/2015

Lou Warshaw orou por 24 anos para seu marido, George, aceitar a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador. Depois de décadas recusando-se a abandonar a esperança de que ele iria se tornar um cristão, Deus respondeu as orações de Lou quando o marido completou 101 anos, George se tornou um cristão e, em seguida, foi batizado.

“O diabo me disse que isso não iria acontecer”, disse Lou, admitindo os momentos em que sua fé foi provada. “Mas eu não parava de pensar e de orar acreditando que Deus ia mudar o coração dele.”

A história da conversão de George começou em 24 de julho de 1991, quando ele e Lou casaram. Ambos eram de diferentes religiões; George Lou era judeu e ela cristã. Ainda assim, George participava dos cultos na Igreja Batista do Calvário, em Alexandria, cidade da Virginia, nos Estados Unidos, a maioria dos finais de semana, já que Lou era membro. Todos os domingos, ele se sentava no mesmo banco e, em seguida, assistia a uma aula da Escola Dominical.

Lou e outros amigos nunca tentaram empurrar Jesus Cristo goela abaixo de George. Nos últimos meses, George não conseguia continuar frequentando a igreja devido à sua saúde debilitada, algo normal para uma pessoa de mais de cem anos de idade. Com isso, ele foi internado em um lar de idosos, mas ainda permaneceu em contato constante com os membros da igreja.

No final de junho, ele fez perguntas sobre a fé cristã e desta vez foram mais frequentes e, em 10 de julho, George pediu para David Boothe, seu professor de Escola Dominical, visitá-lo. Boothe havia se mudado para outra igreja e Lou explicou ao marido que ser um membro de uma denominação não significa nada, e que o importante é a relação com Deus.

“Dissemos a ele que tinha que ter uma relação com Deus, que o importante é a confiança em Deus. Nós conversamos um pouco mais e disse que queria aceitar a Cristo”. Mais tarde, ele foi batizado.

David Brooks, pastor da Igreja Batista do Calvário, descreveu Lou como um perfeito exemplo de uma seguidora de Cristo que obedece os mandamentos, mesmo quando a situação parece sem esperança.

“Ela orou por ele durante 24 anos e viveu uma vida cristã excepcional na frente dele”, disse Brooks.

“É uma grande lição de ser persistente na oração para a salvação de ninguém e, mais importante ainda, é dar o testemunho de vida. E não subestime viver uma vida como Cristo mesmo contra membros de sua família. Sua vida terá impacto sobre eles”.

“Continuem a orar e acreditar que Deus vai responder suas orações. O tempo de Deus não é o nosso tempo. Quando for a hora certa, Ele vai responder suas orações.”

Fonte: Noticias Cristianas
Adaptação: Milton Alves




SOCIEDADES INTERNAS

SIGA:

Siga, compartilhe, interaja!

NEWSLETTER:

Receba as novidades da Jardim de Oração.