NOTÍCIAS

Governo aumenta pressão contra cristãos no Vietnã

15/10/2015

A situação dos cristãos no Vietnã está cada vez mais delicada. Relatos de pastores que vivem no país preocupam aqueles que defendem a Igreja Perseguida como é o caso da Missão Portas Abertas.
Desde abril alguns incidentes relatados mostram que o governo tem pressionado os líderes cristãos. Em abril, um pastor de uma igreja em Saigon, capital do país, teve o culto interrompido por oficiais que começaram a quebrar as paredes da igreja.

No mesmo mês, na cidade de Ho Chi Minh, uma igreja que existe há 10 anos foi atacada depois que o pastor pediu o registro da denominação junto às autoridades. Por muito tempo o registro do pedido já validava a igreja, mas nos últimos tempos o governo tem impedido novos registros e já ameaça os grupos que querem se tornar uma igreja legalizada.

O pastor dessa igreja ainda foi ameaçado e está proibido de deixar o Vietnã.

“Em junho desse ano, a polícia veio à minha casa e disse que estou proibido de viajar para fora do país durante 3 anos. Eles disseram que a proibição foi implementada no mês passado, mas não me apresentaram nenhum documento oficial. Se eu tiver que ir para o exterior por razões médicas, eu tenho que pedir a permissão do governo”.

Um cristão afirma que não só os pastores que são perseguidos, os fiéis também sofrem.

“Ser um cristão aqui, significa ter que proteger a sua fé em todo o tempo e em todo lugar”.

Já outro pastor diz que crianças cristãs também são alvo de perseguição religiosa.

“Houve um caso em minha igreja, de uma jovem que estava na 4ª série, e foi questionada na escola, por causa de sua admiração pelo Nick Vujicic (evangelizador australiano que não tem pernas nem braços). Ela apenas citou uma declaração desse cristão, dizendo que ‘ela pode fazer todas as coisas através de Cristo que a fortalece’. Agora, a escola está ameaçando expulsá-la”.

Fonte: Gospel Prime
Adaptação: Milton Alves




SOCIEDADES INTERNAS

SIGA:

Siga, compartilhe, interaja!

NEWSLETTER:

Receba as novidades da Jardim de Oração.