NOTÍCIAS

Cristãos perdem os direitos a benefícios na Índia

13/10/2015

Segundo o jornal The Times of India, de acordo com a decisão do Supremo Tribunal Kerala, o Estado ainda deve respeitar os direitos e os benefícios determinados pelo Sistema de Castas, que consiste na divisão da sociedade de acordo com a posição social que determinadas famílias hindus ocupam. Fator que estabelece um tipo de hierarquia social marcada por privilégios e deveres. A Constituição indiana aboliu o sistema em 1950, mas em grande parte do país ainda vigora, principalmente na zona rural, justamente onde vive a maioria da população, cerca de 1 bilhão de pessoas, cerca de 80% dos indianos.

O processo judicial foi realizado porque os hindus convertidos ao cristianismo queriam receber os benefícios governamentais atribuídos ao grupo dos Dalits. O Estado de Kerala havia decidido que, caso o cidadão abandonasse o hinduísmo, ele automaticamente perderia esse direito. Mas a Alta Corte de Kerala reverteu a situação, estipulando que, se a pessoa deixar o cristianismo e voltar ao hinduísmo, mantendo as características de sua casta, ela volta a receber os benefícios. Os Dalits, conhecidos como “intocáveis” ou “impuros” representam cerca de 25% da população, de acordo com o censo de 2011.

Segundo o jornal: “Em primeiro lugar, a decisão do Supremo Tribunal Kerala é importante para a campanha Ghar Vapsi (esforço de radicais hindus, para atrair as pessoas de volta ao hinduísmo), que estimula os indianos a voltarem para a religião. Se os pais ou avós decidiram deixar o hinduísmo, décadas atrás, e os filhos e netos decidiram voltar, isso é muito válido para eles. Em segundo lugar, as questões religiosas são decididas a nível estadual, então é improvável que o governo central de Nova Deli, vá apelar contra o veredito. Afinal de contas, o primeiro-ministro, Narendra Modi, deve achar a decisão muito bem vinda”.

Para os indianos, o fato de uma pessoa se converter a outra religião, não muda o caráter dela, a pessoa continua a ser a mesma e o sistema de castas não vai mudar. Vale lembrar, porém, que para a igreja em Kerala essa decisão trará consequências a longo prazo.

“A maioria dos membros são dalits e eles serão atraídos para voltar ao hinduísmo, porque precisam dos benefícios do Governo. Além disso, podem sofrer com a violência. Se a Campanha Nacional em Prol dos Direitos Humanos dos Dalits fez aumentar os crimes de ódio contra eles, imagine para os dalits cristãos”, questiona o jornal.

Fonte: Portas Abertas
Adaptação: Milton Alves




SOCIEDADES INTERNAS

SIGA:

Siga, compartilhe, interaja!

NEWSLETTER:

Receba as novidades da Jardim de Oração.