NOTÍCIAS

A Teologia Liberal vai matar as igrejas na Europa

06/10/2015

Cerca de 200 pessoas participaram do debate público em Edimburgo, capital da Escócia, no mês passado, em evento que colocou dois tipos de cristianismo, onde o pastor David Robertson (Free Church of Scotland) defendeu a doutrina da substituição penal e expiação dos pecados com a posição oposta do ministro da Igreja da Escócia, Scott McKenna (foto).

O debate teve lugar na igreja de McKenna, Mayfield Salisbury. Em um sermão, McKenna tinha dito que era uma teologia terrível crer que Cristo morreu pelos pecadores. David Robertson disse através de um blog, que o sermão era profundamente anticristão. Mais tarde, eles se reuniram para discutir seus pontos de vista e concordaram em realizar o debate público.

No dia acertado, os dois teólogos defenderam seus pontos de vista opostos. Segundo o site FreeChurch.org, David Robertson disse que não havia unanimidade dos líderes da Igreja sobre a inspiração do Antigo e do Novo Testamento e toda a autoridade da Palavra de Deus.

McKenna disse que era “bárbaro” submeter-se a Deus “como um Deus vingativo que precisa de um sacrifício” antes de apresentar uma variedade de pontos de vista sobre a expiação.

Como surgiu a idéia do debate? “Eu escrevi um artigo no meu blog sobre o sermão em que Scott nega que Jesus morreu por nossos pecados. Ele me encontrou, nós nos damos bem e concordamos que a nossa conversa fosse em público”, disse David Robertson para Evangélica Focus. Robertson acredita que estes debates são úteis para os crentes.

Robertson acredita que foi a chamada “modernidade” que levou a uma mudança na teologia bíblica e evangélica. O maior problema é que algumas igrejas protestantes estão se afastando da visão de que a Bíblia é a Palavra de Deus.

“A Teologia Liberal vai matar as igrejas da Europa. É suicídio espiritual”, diz Robertson.

Fonte: Noticias Cristianas
Adaptação: Milton Alves




SOCIEDADES INTERNAS

SIGA:

Siga, compartilhe, interaja!

NEWSLETTER:

Receba as novidades da Jardim de Oração.