Testemunho: conversão de “Vivi Ronaldinha” da missionária Viviane Brunieri

No domingo, 2 de junho, a missionária Viviane Brunieri – era conhecida como Vivi Ronaldinha devido ao seu namoro durante 10 meses com o então jogador Ronaldo – gravou dois DVDs sobre seu testemunho de vida. Convertida em 2009 após um período de turbulência em sua vida pessoal, Vivi passou a estudar teologia e enxergar a possibilidade de evangelizar a partir de seu testemunho:



“Comecei a cursar teologia e a ter uma vontade de ministrar a palavra de Deus. Demorou um ano para eu entender que eu poderia ir a uma igreja ou a uma escola e testemunhar, falar da minha conversão e restauração. Em 2010, comecei a ser convidada para dar testemunhos e sempre me procuravam e perguntavam se eu não tinha um livro”, contou a missionária, em entrevista ao site Ego.

Os DVDs de Vivi Brunieri falam de suas experiências, mas tem abordagens distintas:

“O primeiro fala da conversão, principalmente para os não convertidos. As pessoas têm muita curiosidade. Ali conto detalhadamente todo o processo”, resume a ex-modelo, que classifica o segundo DVD como uma ministração:

“É um DVD de pregação com um tema que vai impactar muitas vidas. Fala sobre a prostituição de várias maneiras e sobre drogas”.

Vivi conta que se envolveu com drogas, álcool e prostituição quando sua carreira como modelo começou a perder status:

“Eu saí com um homem bem mais velho em troca de um valor financeiro. Esta foi minha primeira experiência. Eu era recepcionista, mas sempre me envolvendo com algum cliente [...] Ali tive meu primeiro relacionamento homossexual, as primeiras experiências com vício do jogo e o contato com a metanfetamina. Foram 14 anos de dependência”, revela.

Numa entrevista ao G1, Vivi Brunieri conta que aceitou fazer um filme pornográfico por instabilidade emocional e por querer atingir pessoas próximas:

“Estava muito louca e fiz por vingança. Eu queria atingir algumas pessoas em um momento de muita revolta. Em todas as gravações eu estava muito louca, cheirada. Dediquei essa cena para algumas pessoas em uma rede social na internet”.

Segundo a missionária, na gravação de seus DVDs ela optou por usar o antigo apelido para chamar a atenção do público:

“As pessoas me associam à ex-Ronaldinha, mas isso é positivo. Ele é usado para ganhar vidas. Para pessoas que não conhecem o evangelho, que não se envolvem com Jesus, mas lembram da Ronaldinha”, afirma, comemorando o que considera uma conquista pessoal:

“Foi muita luta, é uma bênção. Eu sei que é uma bomba no inferno, durante muito tempo o inferno vai ficar de luto”.

Fonte: Gospel +

Are you looking for the best web hosting? Be a smart buyer and read hosting reviews before choosing a suitable host.
Joomla Themes designed by Joomla Hosting Reviews